quinta-feira, outubro 27, 2005

Babé - a coisa...

Saudações cordiais... Venho novamente aqui postar acerca da tentativa frustrada de um certo elemento em refutar a minha teoria acerca da chuva. Acho deplorável alguém tentar refutar um axioma mais que provado de forma estupida e infundada.
Desde já tenho a referir que o elemento que tentou cometer tamanha loucura não consegue deslumbrar o caminho da luz que eu insistentemente tento lhe demonstrar, mas ele não faz caso e, meus amigos, ele vai directo a um mundo de trevas... Ajudem-me por favor a tentar guia-lo num caminho que o retire deste destino negro...
Antes de mais, não posso deixar de reiterar as afirmações dessa coisa chamada Babé. Antes de mais nada, a posição de "Torre de Pisa" é impossivel para um ser humano de concretizar (quanto a ele não sei, mas há quem diga que de facto ele até é parecido com os terráqueos... nunca pensei...) com diminuição da área de exposição. É claramente óbvio para qualquer simples humano entender que o nosso corpo não consegue atingir esse tipo de ângulos. Quanto à dita posição da "Torre de Pisa invertida", chama-se pino mal-feito... É um facto que eu sei pinar (pinar - verbo de acção do pino) muito bem. Aliás, na juventude tive performances dignas de um prémio olímpico! Não posso deixar de expor que esse indivíduo não deve perceber muito sobre pinar, pois devemos tar completamente perpendiculares ao solo, e não com ângulos obtusos ou agudos para nenhuma direcção. Devo também afirmar que o facto de ele ter escolhido o nome de "Torre de Pisa" tem a ver com uma palavra muito presente no léxico da coisa, que é a palavra pissa. Denote-se que as pareçenças são imensas e deixem-me que vos diga que ele gosta mesmo de usar a pissa... Dos outros!
Continuando, devo fazer notar que o Babé fala acerca de masturbação e da sua curta frequência... Meu amigo, devo dizer que eu apenas estou a uns 4 ou 5 quartos de distância e consigo ouvir ou teus 2,1 segundos do acto... repetido vezes sem conta!!! Uma dúvida que me assolou recentemente, quando foi confrontado por elemento cabeludo do nosso conhecimento que esse indivíduo pretende engravidar alguém com a boca, é onde ele de facto guarda os "despojos de guerra"... E se não os guardar, ele será papá-proveta de quem???

Deixo-vos com este pequeno excerto da minha parte e ajudem-me a tentar mudar o destino deste insignificante elemento da nossa sociedade, pois obviamente o caminho que ele segue não é risonho...

3 comentários:

Marta disse...

Acho que qualquer residente concordará comigo que nao precisava de saber(alias que pagava para nao saber) que o babé fecha-se no quarto, repetidamente, para conseguir o tempo de 2,1segundos.Tambem nao precisava de saber que ele guarda os despojos e que esta a pensar em engravidar uma gaja com a boca!!!Primeira reflexao: é de facto um acto nojento guardar despojos!
Segunda reflexao: na boca???!!!. Terceira reflexao e ultima:engravidar uma gaja com a boca?qual é o problema do metodo natural?ah ja sei: deve ser por causa do misero tempo de 2,1segundos!!!!para esconder a vergonha deste tempo só mesmo com ilusonismo.. e mesmo assim...

PS2 disse...

Um gajo desses deve fazer bom dinheiro num banco de esperma! Ou ser ele mesmo um banco de esperma...
Babanco de espermabé!

Babé disse...

"Aliás, na juventude tive performances dignas de um prémio olímpico"- lamento informar-t mas ainda não inventaram os jogos olímpicos gays
2,1s- eu sei k não é nada, mas deve meter-t uma impressão do caralho, não???