segunda-feira, dezembro 22, 2008

quinta-feira, dezembro 11, 2008

Pedido a Deus

Um rapazinho de 8 anos precisava de 100 euros para poder comprar a consola que ele tanto queria e resolveu pedir a DEUS, ele rezou durante duas semanas.
Como nada acontecia, ele resolveu mandar uma carta para o Todo-Poderoso com
seu pedido.
Os CTT receberam uma carta endereçada para "Deus-Portugal" e resolveram
entregá-la ao Ministro das Finanças.

O Ministro ficou muito comovido com o pedido e resolveu mandar uma nota de
10 euros para o garotinho, pois achou que 100 euros era muito dinheiro
para uma criança tão pequena.

O rapazinho recebeu os 10 euros e imediatamente sentou-se para escrever
uma carta de agradecimento:
-"Querido Deus: Muito obrigado por me mandar o dinheiro que eu pedi.
Contudo, notei que por alguma razão, o Senhor mandou-o através do
Ministério das Finanças e, como sempre, aqueles filhos da pu….. ficaram com
90% do que era meu!"

sexta-feira, novembro 14, 2008

sexta-feira, novembro 07, 2008

Tertulia Rosa Choca

Há gente que não dorme... Rosa continua imparavel... mesmo com o intestino e o utero perfurados, continua a apreciar, não só na Faculdade de Desporto, mas também e acima de tudo, os homens com Testosterona da Feup. Segundo "ele" (Rosa), "na fadeup ha homens com testosterona, mas na Feup também ha!!!!. Não Contente, após ter deixado cair uma palhinha ao chão, propositadamente ou não, admitiu, "ja andei com a boca em sitios piores...." Não sei... assim nem o esófago resiste.
Na sequencia destes escandalos, segundo "Mafalda", Babé "faz um" por um cigarro. Não sei o preço do tabaco, mas será mais barato que um café... Viva a Concorrencia!!!!!

terça-feira, novembro 04, 2008

Rex tem irmão Africano

Estava eu hoje nas salas dos Pc´s da Feup, acreditem ou não, a trabalhar, quando decidi ir buscar um Santal de Maracujá e Laranja. Sento-me em frente ao Pc, quando se aproxima de mim o irmão do nosso conhecido Rex, e com a mesma atitude que caracteriza a familia, e diz: "Ou vai "lanchar" la pra fora ou bloqueio-lhe a conta!"


Lanchar.... um Santal...bem, ou n gostava de maracujá... ou de Laranja... n sei

segunda-feira, outubro 27, 2008

terça-feira, outubro 21, 2008

Descubram as diferenças


Quem tem mais risco ao meio?


E assim se fazem cadeiras "Por baixo da secretária" com Tranquilidade

segunda-feira, outubro 20, 2008

Regresso

Achei por bem, em nome de outros, velhos e saudosos tempos, publicar neste espaço de aculturação, em grande parte dedicado a bacuradas e auto-agressões verbais que caracterizavam este espaço.
Para isso contamos com o grande contributo de um "Homen" (chamado Rosa, daí o "Homen").
Este "Homen", quando inquirido sobre se teria ou não procedido ou não ao pagamentto das propinas, ele desabafa...." ainda não tive tempo para ir ao Marquês"..... curioso....ficamos preocupados com o tipo de sacrificios que alguns estudantes passam para suportarem as despesas, mas eis que ele nos tranqualiza a todos, pois, segundo ele, "No maquês não há só mulheres".
Ainda hoje, para ver as dificuldades que este atravessa, após um certo individuo ter dito:
"Verga-te Rosa!"
ele responde:
"Se pagares o café..."
Bem, ou diminuis no cafe, ou vais ter de ir outra vez pra televisão...

quarta-feira, setembro 24, 2008

Manutenção...

Foram eliminados do blog aqueles autores que nestes oito anos não escreveram nenhum post. Se entretanto tiverem vontade de escrever (o que duvido), mandem-me um mail, e serão reintegrados. Aos outros, continuem o bom trabalho!

Tipico Mouro

terça-feira, setembro 23, 2008

domingo, setembro 21, 2008

Acórdão iliba F. C. Porto e arrasa Liga e Federação

O Tribunal Arbitral não está convencido que F. C. Porto ou Pinto da Costa tenham cometido actos ilícitos sobre a participação do F. C. Porto na Champions, sendo particularmente crítico em relação à justiça desportiva portuguesa. E praticamente obriga a UEFA a rever a famosa norma 1.04.
Dois meses depois da decisão final da UEFA, que garantiu a presença dos dragões na edição de 2008/09 da Liga dos Campeões, indeferindo os recursos de Benfica e V. Guimarães, que pretendiam ver o clube das Antas suspenso devido às sentenças da Comissão Disciplinar (CD) da Liga e do Conselho de Justiça (CJ) da FPF no caso Apito Final, o TAS pronunciou-se em forma de acórdão, que na prática significa mais uma vitória para o F. C. Porto.
Segundo o documento, a que o JN teve acesso, "as duas decisões da CD da Liga Portuguesa e do CJ da Federação não demonstram que o F. C. Porto, ou o seu presidente, tenham estado envolvidos em actividades ilícitas", acrescentando que "nem o TAS, nem a UEFA, estão vinculados às normas da justiça desportiva portuguesa". Há até uma referência à forma "estranha" como decorreu a célebre reunião do Conselho de Justiça do dia 4 de Julho e que confirmou o castigo de Pinto da Costa, ao mesmo tempo que recorda que ainda há recursos à espera de decisão dos tribunais.
O acórdão revela, igualmente, que Benfica, V. Guimarães e UEFA serão obrigados a pagar 10 mil euros cada ao F. C. Porto, para custear as despesas de todo o processo, como viagens e custos com advogados, que se arrastou durante grande parte do Verão.
O painel do TAS encarregue de apreciar este caso ficou "totalmente satisfeito" pelo facto de a norma 1.04 dos critérios de admissão das equipas na Liga dos Campeões, que diz que qualquer clube que esteja ou tenha estado envolvido em actos destinados a adulterar a verdade desportiva fica proibido de participar nas provas da UEFA, não ter sido adoptada nesta situação.
A interpretação do TAS é de que a UEFA terá de rever rapidamente esta norma e, embora este acórdão não seja definitivo quando ao futuro e, designadamente, em relação à questão da retroactividade da lei, pode concluir-se que muito dificilmente o F. C. Porto voltará a ter problemas para participar na Liga dos Campeões porque a norma terá de ser alterada. Se a UEFA voltasse a abrir um processo aos dragões, e porque este acórdão faz jurisprudência, teria de o fazer em relação a todos os clubes que estiveram envolvidos em casos semelhantes no passado recente, como o Milan, Juventus, Lázio, Fiorentina, Dínamo de Kiev ou, num passado mais distante, o Anderlecht.
Os juizes do TAS também aceitaram a decisão do F. C. Porto de não recorrer da sentença da Liga, que ditou a perda de seis pontos na classificação final do campeonato passado, entendendo que os responsáveis portistas podiam fazê-lo uma vez que já sabiam que a vantagem pontual da equipa na tabela lhe garantia o título.